2 de ago de 2016

Cantinho de boas ideias

Quantas coisinhas lindas, idéias criativas, receitinhas encontramos na internet e depois não lembramos certo? Resolvi guardar aqui no cantinho tudo que encontrar e encher meus olhos pra  compartilhar  com todos, ok? 

Reativar este lugarzinho que é tão especial pra mim...

Beijo de dengo a todos que passarem por aqui.

19 de abr de 2016

De volta ao Cantinho


Quanto tempo ensaiando uma volta e nada de inspiração. Coisas de Nádia quando está entediada ou com preguiça.


Decidi que não vou deixar isto continuar acontecendo. Voltar pro cantinho e guardar meus presentinhos, postar o que faz parte de minha vidinha. Bobeirices, artesanatos, passo a passo, comidinhas gostosas e fáceis de fazer, inspirações pra decoração de festas, de casa, reciclagem, customização e claro, poesia, fotos, música e tudo o que agrada meu olhos e coração.

Ando numa fase muito boa comigo mesma. Usando roupas e sapatos confortáveis, e tentando enxergar a cada dia, os presentinhos que Deus me dá.


Continuo otimista e confiante. Cada dia um probleminha novo mas com a fé cada dia mais forte, sei que tudo se resolverá. Deus ocupa minha mente e meus dias, protegendo  a mim e aos meus. Enfim, tô de volta pro cantinho e com a meninice viva que não me deixa ficar infeliz.

Seja bem vindo querido(a). Sua presença é um presente para mim. 

Beijo de algodão doce.

Nadiavida

Asas de Deus



Achei tão bonito...

Depois de um incêndio florestal no Parque Nacional de Yellowstone, guardas florestais começaram a sua caminhada até uma montanha para avaliar os danos do inferno e Umranger encontrou um pássaro literalmente petrificado em cinzas,empoleirado statuesquely no chão na base de uma árvore. Um pouco enojado com a visão misteriosa, ele derrubou o pássaro com uma vara. Quando ele bateu nela delicadamente, três filhotes minúsculos correram sob as asas de sua mãe morta. 

A mãe amorosa,em plena consciência do desastre iminente, tinha levado seus filhos para a base da árvore e reuniu-os debaixo das asas, instintivamente sabendo que a fumaça tóxica subiria. Ela poderia ter voado para a segurança, mas se recusou a abandonar seus bebês. Em seguida, o incêndio chegou e o calor tinha queimado seu corpo pequeno, a mãe havia permanecido firme ... porque ela tinha se disposto a morrer, assim que aqueles sob a cobertura de suas asas viveriam. 

"Ele te cobrirá com as suas penas, 
e debaixo das suas asas você encontrará 
refúgio". (Salmo 91:4)