30 de mai de 2011

ARLETE

ARLETE,  juntamente com o marido, estavam na estrada viajando. 

Ele então pede para ARLETE pegar o volante pra poder descansar um pouco, esticar as pernas. 
 
O marido de repente vira-se e diz : 
- Eu quero o divórcio ARLETE.
Estou tendo um caso com sua melhor amiga, ela é muito mais jovem, bonita e melhor na cama do que você. Resolvi lhe largar e ficar definitivamente com ela.
 
A ARLETE ficou branca, ajeitou a camiseta já meio surradinha, tamanho G,  e não disse nada, mas começa a acelerar o carro até os 80 Km/h . 
  
O marido continua:
 
- E eu vou ficar com a fazenda, com a guarda das crianças e com os cartões de crédito. 
E nada de pedir pensão. Você é professora, funcionária do estado, e pode dar mais aulas particulares se quiser. 
 
ARLETE continua calada e acelera até 90 Km/h . 
 
E ele continua:
 
- E quero ficar com a casa de praia e também as jóias…
 
Ela chega a 100 Km/h ainda sem dizer nada. 
 
Ele vai em frente e diz:
 
- O título do clube, o dinheiro dos investimentos e também o carro novo que lhe dei!
  
110Km/h, 120 km/h… 
 
Como ela ainda não falava nada ele ironicamente pergunta:
 
- E você? Não vai dizer nada?
 
ARLETE, paraibana nascida em Cajazeiras, triste, humilhada, finalmente responde enquanto o carro vai chegando perto dos 140 km/h:
 
- Não, não quero nada. Tenho tudo que eu preciso…
  E o que eu tenho, sei que você NÃO tem..
  
Ele dá uma risadinha, debochada, olha pra ela e pergunta:
 
- É mesmo? E o que é que você tem que eu não tenho?
  
ARLETE dá um sorriso, aponta o carro para uma árvore e responde
:

 
 Airbag !!!

0 comentários: