8 de mai de 2011

PARA SEMPRE! Carlos Drummond de Andrade

Dia das mães... Que saudades sinto da minha que me protegia tanto... Depois que a perdi, fiquei meio sem norte.... Virei mãe praticamente sozinha.... Meu Deus! Que tarefa difícil... Me pego a pensar como a minha mãe conseguia fazer tantas coisas e ainda dar conta de cuidar dos 4 filhos dela. Cada um com suas peculiaridades. Ai, ai... Mãezinha, que falta você me faz.... Com você por perto eu não tinha tantos medos.... Queria tanto seu colo. Cuide de mim de onde estiver. Sinto tanta saudade de você... Tanta que chega a doer. Te amo profundamente. Beijos de dengo..... Noemi minha querida, nunca conheci uma mulher tão tudo.

A todas as mães do planeta deixo minha admiração, respeito e carinho. Ser mãe não é nada fácil. Ufa!!!!

Beijos cheiinho de carinho....

fi

0 comentários: