8 de jun de 2011

ELIANE & COUTINHO


Meus queridos, dias querendo escrever pra vocês. Mas como não repetir tudo o que sempre digo? 
E lá se vão 18 anos. Algumas perdas e muitos ganhos. Os filhos que eram crianças, hoje são doutores. Que orgulho! 

Gosto de vê-los juntos. São amigos, parceiros, cúmplices, olham na mesma direção. Eliane sempre foi aquela mulher que muitas deveriam ser: nunca à sombra do marido mas ao lado, sem ciúmes, sem disputas, apoiando, valorizando,uma companheira que ajuda o parceiro a ir em frente, crescendo juntos. Quantas vezes a vi feliz com as conquistas do Coutinho, que é aquela pessoa generosa, centrada, amigo dos amigos, não se deixou levar pela vaidade efêmera e tola. Foram muitos anos trabalhando juntos e nunca o vi maltratar uma pessoa sequer, pelo contrário, trata a todos com cordialidade e atenção.

Pais maravilhosos, presentes, ensinando como conduzir uma vida. Apoiando escolhas e puxando orelhas quando necessário. Lembro  de um dia que cheguei pra trabalharmos e ele estava lá no maior banzo. Eliane me diz que ele soube do primeiro namoradinho da filha. Rimos muito de tudo. E o filho quando começou a dirigir? "responsabilidade, não é só a sua vida que tem que preservar, é a do outro,etc ...." , enfim, lembrando de alguns eventos que servem pra ilustrar como construíram sua história de vida: com bons exemplos, humildade sempre, atitudes e acima de tudo, amor e respeito.

Meus queridos, sabem a admiração e amor que tenho por vocês. Uma pena não ter ido à festa de aniversário da Eliane, não sei exatamente o que está acontecendo comigo, auto-sabotagem talvez... Mas celebro suas vidas com todo amor, carinho e orgulho! Obrigada por tudo. Amo vc Eliane por ser esta pessoa incrível que é, sorrisão, alegria, raios de luz. Vc é uma linda que adoro! Amo vc Coutinho por ser como é. Sua amizade é um bálsamo que muitas vezes acalentou meu coração.  Deus é bom e me deu vocês! Obrigada Deus.

Eliane e Coutinho, beijos de algodão doce cheiinho de amor e admiração! 

Tem um poema do Victor Hugo que amo demais, meu presente  pra vocês!

Desejo

Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.
Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.
Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.
E porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.
Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.
Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.
Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.
Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.
Desejo que você descubra ,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.
Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você se sentirá bem por nada.
Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.
Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga “Isso é meu”,
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.
Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.
Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar “.

0 comentários: