31 de dez de 2010

FELIZ ANO NOVO!

Este não foi um ano muito fácil pra mim. talvez um dos mais difíceis. Tive problemas de gente grande que jamais pensei daria conta de resolver... Mas, quem tem amigos, tem anjos protetores sempre a nos cuidar e Deus sempre generoso comigo me colocou logo, uma legião à minha disposição. Amigos reais e virtuais que estenderam as mãos e me acolheram num caloroso abraço. Definitivamente, não sou nada sem os meus amigos.

Como boa sagitariana e não me canso de dizer- chamada Nádia que significa Esperança e Espírito de Luz - tenho lentes cor-de-rosa e sou um tanto quanto Pollyana demais, tenho incrível facilidade em deletar o que não me faz bem e guardar dentro do coração os acontecimentos bons e os amigos preciosos, que são meus presentes. Sou abençoada demais e consigo ver a vida com a cor e olhos de esperança.

Sempre com a certeza de que tudo vai ficar bem, mesmo quando me desespero e penso que não vou dar conta, Deus com sua infinita misericórdia e bondade, me põe em seu colo e me me diz baixinho: "Olhe ao seu redor, você não está sozinha, nunca, em momento algum vou te desamparar, te dou anjos de presentes todos os dias, identifique-os... " Sempre sinto Sua presença e o Seu sopro de esperança e consigo visualizar a luz no fim do túnel... Luz em forma de amigos... Obrigada Deus! Obrigada!

Portanto, quero agradecer a todos os meus anjos, que me estenderam as mãos. Obrigada queridos amigos! Que Deus os protejam de todos os males do mundo e que o ano que chega, seja feito de alegrias, saúde, tranquilidade, segurança, paz, amigos verdadeiros, dinheiro no bolso e que todos os nossos projetos e sonhos se realizem. Beijos de algodão doce e obrigada pelo carinho.
E VIVA 









Deixo um texto lindo de Ano Novo, da Monja Coen!

"Tudo que começa termina. Entretanto não há começo nem fim.

Tudo está em constante transformação. Como disse Lavoisier, nada se cria, nada se destrói, tudo se transforma, somos co-responsáveis pelas transformações que estão acontecendo agora, pois somos a vida da Terra.
De certa forma estamos todos e todas interligados.
É impossível nos separarmos do ar, do vento, da terra, das águas, das plantas, animais, outros seres humanos. Impossível nos recortarmos do passado, do futuro, do presente. Não viemos de fora, não vamos para fora.

Somos o processo vida em constante transformação.
Nossa maneira de pensar, olhar, falar, agir pode direcionar essa transformação.
Será que não queremos todos e todas viver em respeito e harmonia?
Será que não queremos ter ar, terra, água, plantas e animais saudáveis?
Será que podemos nos relacionar de forma menos violenta e agressiva.
Somos realmente capazes de compreender a nós mesmos e às pessoas com quem trabalhamos juntas?
Somos capazes de ver, ouvir e entender a nós e aos outros.

Pare por um instante.
Sinta sua respiração.
Perceba seus pensamentos e seus silêncios mentais.
Reconheça suas emoções.
Não reaja. Aja.
É fim de ano.
Fim de uma fase em sua vida.

Fim de um capítulo, de um romance, de uma novela, de uma notícia. Para alguns é o fim de uma vida. 

Isso significa que um ano novo vem chegando.
Uma nova fase se iniciando.
Um novo capítulo, um novo livro, notícia.
Para alguns é o início da vida.
Então, sorria.
Esta experiência de vida humana é rara, preciosa.
Passageira, rápida.

Aprecie sua vida.
Aprecie cada instante, cada experiência.
Mas não se omita.
Manifeste-se com sabedoria e compaixão.
Saiba compreender e acolher.
Transformar pelo amor.
E a vida se torna um processo delicioso, bonito, perfumado, sadio.

Saúde física, mental, social.
Que o ano possa findar com alegrias e grandes realizações.
Que o ano novo possa se iniciar novo, vazio, cheio de possibilidades e esperanças.
Faça sempre o seu melhor.
Procure a excelência.
Estamos terminando. Estamos começando. Sê feliz.
Monja Coen 
colaboração de Paulette Ring 











7 comentários: